Agentes da Polícia expulsos por pedirem "Gasosa"


Dois agentes da polícia nacional foram expulsos hoje, na Unidade Operativa de Luanda, por terem solicitado dinheiro automobilistas

Segundo o comunicado publicado pela coorporação os agentes em causa coagiran automobilistas a entregarem 1500 kwanzas sob pena da apreensão dos documentos da viatura.

O comunicado refere que "para servir de exemplo, o Comandante Geral da Polícia Nacional, Comissário Geral, Ambrósio de Lemos Freire dos Santos, exarou o Despacho número 200/16, de expulsão, visto que a corporação não corrobora com condutas que violam normativos legais".

Um dos infratores é uma senhora que foi enquadrada ainda esta semana na unidade de trânsito de Luanda, e um agente de 1ª da unidade de ordem pública que está a um tempo na coorporação.

Acto que foi presidido pelo Comandante Provincial de Luanda, Comissário Chefe António Maria Sita, em representação do Comandante Geral da Polícia Nacional, que no momento fez questão de referir que "este seja o último caso desta natureza, porque todos aqueles que forem apanhados a praticar os mesmos actos, seguirão o mesmo caminho" pois afirmou que na Polícia não podem existir marginais, nem tão pouco, é uma Instituição em que se deve aproveitar a qualidade de agente da autoridade, para tirar dividendos financeiros.

Recorda-se que na cerimónia de apresentação dos novos agentes, Ambrósio de Lemos avisou sobre as "medidas severas" a que todo o efectivo está sujeito, no que toca aos célebres pedidos de “gasosa” ou “saldo”, os pagamentos feitos pelos automobilistas, para escaparem à multa e ameaçou com processos disciplinares que podem vir a culminar com a sua expulsão da coorporação.

REAÇÕES

4
   
0
   
0
   
0
   
4
   
1
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK