Quem me conhece minimamente sabe que a minha primeira licenciatura foi em Linguística e especializei-me em toponímia, ou seja a minha tese baseou-se numa temática sobre o estudo da Onomástica de Luanda e toponímiados seus municípios, foi em 2007 e na altura havia 9 municípios, municípios híbridos com zonas urbanas e suburbanas.

Os conceitos de Distritos urbanos apresentados pelo MAT só têm cabimento "político" e não doutrinário. Sobre essa temática falo com algum a vontade, porquanto fui o primeiro estudante da UAN a defender uma tese nessa área sob orientação do Mestre em Filologia Dr. Amrefeb Ohnid.

Pela importância do trabalho o Conselho Científico da Faculdade de Letras e Ciências Sociais aconselhou a publicação em livro da mesma tese, alguns anos depois por força da reforma administrativa de Luanda de 2011, a tese caiu em desuso porquanto o MAT entendeu que por via de um despacho executivo podia alterar a Divisão Administrativa de Luanda, e fê-lo, reduzindo de 9 à 7 municípios, nomeadamente: Cacuaco, Belas, Cazenga, Ícolo e Bengo, Luanda, Quiçama e Viana, transformado "municípios musseques" em distritos urbanos.

Confesso que caíram lágrimas por ter sido uma decisão meramente política desprovido de argumentação técnica (aqui não gostam de consultar quem sabe), "bateram-me no ombro" e prontos…, passou, mas eu sempre disse que a nossa relação com o nove é umbilical, e quanto menos esperava... Phaaaaa …, ressurge o bendito "9"... Alguém decidiu que Luanda volta a ter "9" municípios. 

Lembram-se dos distritos e esqueceram-se das freguesias, isso é "saudosismo parcial"...Alguém ai sabe de que tipo de decisão é?!!! Tangue PHD

Texto de Paulo Gamba

REAÇÕES

0
0
0
0
0
0
0
0

COMENTÁRIOS