Zaire: Fraca adesão preocupa director-geral do  Politécnico de Mbanza-Kongo
As inscrições para o ingresso na Escola Superior Politécnica do Zaire, em M'banza Kongo, abertas na última quinta-feira (2), registaram até hoje (terça-feira) apenas 20 candidaturas.

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E

Em declarações à Angop, o director-geral da instituição, João Marciano, disse não encontrar explicações para essa situação, pelo que teme que as 325 vagas disponíveis não sejam preenchidas até ao dia 11, altura prevista para ao fim do período de inscrições.

A escola ministra cursos superiores de Física, Química, Matemática, Psicologia e Gestão de Empresas.

Lembrou que, no ano lectivo 2019, a instituição disponibilizou 570 vagas, mas apenas 400 foram preenchidas.

Para o presente ano lectivo, as vagas estão distribuídas em 250 para o período regular e 75 no pós-laboral.

Estão disponíveis 60 vagas para o curso de Ensino de Psicologia, 55 de Matemática, 65 de Física, 100 de Gestão de Empresa e 55 de Química.

Aberta em 2010, a Escola Superior Politécnica do Zaire já lançou no mercado de trabalho, 474 licenciados.

Está inserida na III Região Académica da Universidade 11 de Novembro, com sede em Cabinda, tal como o Instituto Superior Politécnico do Soyo, que ministra cursos nas áreas das engenharias, fundamentalmente.

ANGOP

REAÇÕES

COMENTÁRIOS