William Tonet: «Nas religiões africanas não existe Diabo»
O jornalista e director do jornal Folha 8, William Tonet, falava da importância de resgatarmos as nossas culturas, na 11.ª edição dos “Diálogos Culturais”, subordinado ao tema “Valor Imaterial das Culturas Africanas”.

William Tonet mostrou-se ainda preocupado pelo facto da nossa Constituição não ter nenhuma lei que valoriza as nossas culturas e vai mais longe afirmando que “na religião africana nós não temos o Diabo. Porque nós (africanos) pensamos que só existe o Bem”. 

Deste modo, Willian Tonnet, aconselho a necessidade em defendermos todos os dias do que é nosso. 

O painel teve também o investigador de estudos africanos, Rê Tutakamona, que falou sobre o “Valor Imaterial das Culturas Africanas”, sublinhando que o mundo imaterial serve para construir o valor cultural de um povo. 

Já o musicólogo e investigador cultural Txi Txi, revelou que a cultura imaterial está relacionada com os elementos espirituais ou abstratos, como os saberes e os modos de ser e viver.

“O bem imaterial de qualquer sociedade está ligado ao povo. Não há outra forma de ver isso”, disse, segundo escreveu a fonte da Angola-Online.

O evento que também ficou marcado pela comemoração das 10 edições anteriores do Diálogos Culturais, esteve de igual modo preenchido com muitos momentos culturais, artísticos, com o maior destaque a actriz e performer, Renata Torres.

Renata Torres brindou os presentes com um magnifico monólogo, onde retratou a conversa de uma mãe com a filha e consequentemente com a Avô.

“Foi explosivo e bastante acutilante pois este monólogo retratou aspectos da aculturação que sofremos sistematicamente, foi um discurso brutal, poderoso e inspirador dada a intensidade orgânica que somente Renata é capaz de nos proporcionar, escreveu Isidro Fortunato, coordenador do Projecto Ubuntu. 

“Renata como sempre é aquela irmã no Projecto UBUNTU que eleva sempre as expectativas e nós agradecemos pelo profissionalismo e dedicação a causa”, concluiu. 

O Projecto Ubuntu que é uma iniciativa centrada em dar importância nos valores das comunidades africanas, com objectivo de enaltecer a espiritualidade africana com base a solidariedade, lealdade, irmandade, a fim de elevar o espírito de partilha nas comunidades e torná-las sustentáveis.

Redacção | Fonte e Imagens: Neovibe

REAÇÕES

COMENTÁRIOS