UNITA sente saudades de Savimbi
Dezasseis anos depois da morte de Jonas Malheiro Savimbi, a UNITA diz sentir saudades e considera o seu fundador como um herói que não traiu pátria.

Numa nota chegada a Angola-Online, a UNITA, pelos dezasseis anos da morte do seu líder e fundador em combate, a assinalar amanhã, quinta-feira, 22, diz sentir saudades de Jonas Savimbi, que deve ser estudado, recordado como um herói que teve como riqueza a conquista da independência.

A UNITA exalta o seu fundador ao afirmar não enriqueceu seus filhos com dinheiro do povo, a semelhança de Agostinho Neto e Holden Roberto, e deixa patente é “amado por muitos, odiado por outros, mas respeitado por todos.”

REAÇÕES

COMENTÁRIOS