Tribunal condena de 16 a 21 anos de prisão os assassinos do sobrinho de JES
Tribunal de Luanda condenou está terça-feira, 04, os réus Edson Ernesto Fútila e Sílvio Massango, a 21 anos de prisão e Evénio Pontes, a 16 anos, pela morte do sobrinho do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos.
Imagens de arquivo

Acontecimento que ficou conhecido como "Caso Jaguar", quando em Janeiro desde ano, Edson Ernesto Fútila, conheceu o Osvaldo Manuel Pacavira Narciso, que pretendia vender a sua viatura da marca Jaguar XE. Foi sequestrado e morto pelo Ernesto Fútila e os seus companheiros. 

Segundo sabe Angola-Online, que os acusados são também são indivíduos “bem posicionados”, enquanto negociavam, apercebeu-se que Osvaldo era detentor de vários carros, incluindo um Jaguar, que foi o motivo do assassinato.

Além da sentença, os réus vão pagar 180 mil kwanzas de Taxa de Justiça e 20 milhões de indemnização à família da vítima.

E ficou também provado que, Edson Fútila e Sílvio Massango como co-autores nos crimes de homicídio qualificado, roubo qualificado, ocultação de cadáver e posse ilegal de arma de fogo, enquanto Amadeo Joaquim e Evénio Pontes, na qualidade de cúmplices nos crimes de homicídio qualificado, roubo e posse ilegal de arma de fogo.

Redacção | Fonte: JA

REAÇÕES

COMENTÁRIOS