Mais de duzentos trabalhadores da empresa pública, Frescangol, Empresa Distribuidora de Produtos Perecíveis de Angola, estão há seis meses sem receber salários e subsídios de férias.
RA

Com a tristeza e amargura a tomar conta dos seus rostos, os trabalhadores fizeram saber que passaram o natal a fome, e não conseguem reconfirmar e matricular os filhos nas instituições escolares por falta de dinheiro. 

"Para nós comer tem sido uma luta, graças ao bocado que as nossas mulheres zungueiras tem conseguido para dar de comer a família. Muitos de nós vivemos em casas de rendas, corremos o risco de ser enxotados das residências pelos proprietários, como já aconteceu com alguns colegas que estão a viver em casas de familiares. Por causa do não pagamento do nosso merecido salário, os nossos filhos correm o risco de não estudar’’, disse em tom de descontentamento um dos trabalhadores sob anonimato. 

Os trabalhadores revelaram ao nosso portal, que irão ‘’reunir dia 10 deste mês com todos colegas’’ e no dia 16 realizarão uma vigília defronte a empresa, por este motivo, alertam a todos moradores da zona onde está localizada a empresa, a não ficarem assustados porque os mais de duzentos trabalhadores vão pernoitar com velas acesas. 

Os mesmos pretendem acampar defronte a empresa, caso esta não liquidar os seis meses de atraso salarial.

REAÇÕES

1
0
0
0
0
0
0
1

COMENTÁRIOS