Surto de cólera no Uíge preocupa autoridades
As autoridades angolanas estão preocupadas pelo aumento de casos de cólera na província do Uíge, onde a doença já matou oito pessoas.

Face aos novos casos de cólera registados no Uíge, Filomena Jamba, responsável da Direcção Nacional de Saúde Pública, diz “é preciso esclarecer a população, através dos veículos de informação, que a cólera é uma doença bacteriana e que tem como principal veículo de transmissão as fezes e vómitos infectados, transportados pelas moscas ou mosquitos até aos nossos alimentos ou recipientes de água.” 

“É importante alertar a população que a cólera é uma doença mortal. Uma pessoa atacada por essa epidemia em menos de 24 horas, se não for tratada correctamente, fica desidratada, entra em coma e perde a vida. Levem bem a mensagem, mostrando a população que a doença é perigosa, mas pode ser evitada se colocarmos em prática as medidas de prevenção”, disse a responsável apelando a divulgação massiva dos órgãos de comunicação social.

De acordo dados das autoridades, do mês passado a presente data foram registados mais de 28 casos de cólera, resultando em oito mortos. 

Fonte: Jornal de Angola

REAÇÕES



COMENTÁRIOS