SME expulsa mais de 200 imigrantes em Cabinda
Cerca de duzentos e 42 cidadãos estrangeiros, que se encontravam em situação migratória irregular, foram repatriados para os seus respectivos países, neste final de semana, pelos Serviços de Migração e Estrangeiros em Cabinda (SME), no âmbito da operação Legalidade em curso na província.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

De acordo com a fonte do Angola-Online.net, naquelas condições encontravam-se cidadãos congoleses democráticos,  congoleses de Brazaville, senegaleses, tchadianos e malianos.

Os actos irregulares são entradas ilegais e violação de fronteiras, a falta de documentação, como passaportes, a caducidade do documento de travessia de fronteiras (passe de travessia), que tem a duração de três dias, e o exercício do comércio ambulante ilegal nas principais vias públicas.

Uma nota de imprensa da direcção provincial do SME, enviada segunda-feira,  indica que os resultados da operação “Legalidade” em curso na província, há uma semana, eleva para 762 os cidadãos expulsos da província de Cabinda, de Janeiro a 22 de Fevereiro do ano em curso.

O documento acrescenta que, desde o inicio da  operação, vários cidadãos estrangeiros em situação ilegal estão a preferir abandonar o país voluntariamente a partir das fronteiras do Yema e Massabi.

Fonte: Sapo Notícias

REAÇÕES

COMENTÁRIOS