Samakuva diz que José Eduardo é arquitecto da corrupção
O presidente cessante da UNITA, Isaías Samakuva, disse nesta quarta-feira que o ex-Presidente José Eduardo é “arquitecto da corrupção” e que o MPLA por falta de patriotismo e coesão, está a sabotar as iniciativas de mudança do presidente João Lourenço.

Anúncio

Anúncio

Falando na abertura do XIII Congresso Ordinário da UNITA, o principal partido da oposição angolana, Isaías Samakuva salientou que os angolanos estão "cansados de sofrer" e "saturados de promessas".

O ainda líder da UNITA, exortou o Presidente da República, João Lourenço, a continuar "a agenda de mudança" da UNITA, que tomou como sua, e atacou "o arquitecto da corrupção que foi forçado a deixar o poder", referindo-se de José Eduardo dos Santos.

"Há sabotagem às iniciativas do Presidente da República, porque não há patriotismo nem coesão no MPLA, os cofres ficaram vazios depois da saída do arquitecto da corrupção", lamentou questionando o paradeiro dos mais de 130 milhões de dólares (118 milhões de euros), que representam o valor do diferencial positivo do preço do petróleo que havia ficado por lei sob a guarda de JES.

"O País não anda, os preços sobem todos os dias, os trabalhadores estão a ser despedidos todos os dias, o Estado não consegue assegurar sem rupturas o essencial da prestação de serviços públicos e dos serviços sociais", acrescentou.

Para Samakuva, ao que tudo indica, o novo Presidente da Republica também não terá recebido explicações detalhadas sobre a situação financeira do País. "Hoje o País esta falido. Falido financeiramente e falido moralmente", acrescentou.

Fonte: Angola 24 Horas

REAÇÕES

COMENTÁRIOS