Os trabalhadores das empresas públicas e privadas, que faltarem após o feriado poderão estar sujeitos a um processo disciplinar ou até mesmo poderão ser despedidos.

A informação foi dada pelo director do Gabinete Jurídico do MAPTSS, Jesus Maiato, em entrevista à rádio Nacional de Angola, justificando que "os trabalhadores são obrigados a prestar o trabalho nos dias normas e úteis de trabalho".

‘’Nos termos da função pública existe um diploma legal que agrava as faltas injustificadas, dadas nos dias que se seguem aos feriados ou nos dias de descansos semanal, que podem prescrever além da aplicação de um processo disciplinar, pode também comprometer alguns benefícios que os trabalhadores têm, no caso de formação profissional, estágios e viagens'', esclareceu.

Para o sector privado, o responsável esclareceu, ‘’para aqueles trabalhadores que não forem dispensados, nos termos da lei, quem falta ao trabalho, desde que a falta considere-se injustificada e grave, pode também o trabalhador estar sujeito a um processo disciplinar do qual resulta uma medida de despedimento, se considerar que a ausência do trabalhador prejudicou grandemente a empresa’’, esclareceu Jesus Maiato. 

RNA

REAÇÕES

33
11
3
13
19
55
16
6

COMENTÁRIOS