Professores vão cruzar os braços em todo país
Por incumprimento do Ministério da Educação, os professores novamente farão greve de Cabinda ao Cunene, durante três semanas.

A informação da declaração da greve nacional de 09 à 27 de Abril, foi avança hoje, pelo presidente do Sindicato dos Professores, Guilherme Silva, após reunião mantida com os sindicalistas na tarde deste sábado. 

Há cinco anos que o Ministério da Educação, apesar da orientação do Presidente da República, João Lourenço, para actualização da carreira docente e admissão de professores em regime probatório para o efectivo, não o fez, o que deixa descontente o sindicato que foi obrigado a retomar a greve nacional.

Em resposta a decisão do Sindicato dos Professores, o secretário de Estado para o Ensino Técnico-Profissional, José Baptista, apelou a boa fé e garantiu procurar um meio-termo para resolver as inquietações dos professores.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS