Professores cubanos tiraram dos cofres do Estado Angolano 61 milhões de euros
A informação foi avançada em dois despachos do Ministério do Ensino Superior, emitidos este mês, que dão conta que a contratação de professores cubanos em 2016 para leccionar no ensino superior público em Angola, custou ao Estado angolano pelo menos 61 milhões de euros.
DR

Segundo os dois despachos do Ministério do Ensino Superior, ambos consultados, relata que a empresa Antex, é a responsável pelo recrutamento de especialistas cubanos para leccionarem nas universidades públicas de Angola. 

De acordo com o primeiro destes despachos, a Antex foi contratada para recrutar professores do ensino superior, por 36,9 milhões de dólares (34,8 milhões de euros), e especificamente, com o segundo, para docentes para os cursos afectos à área da saúde, neste caso por 27,9 milhões de dólares (26,3 milhões de euros). 

De recordar que, o recrutamento destes professores foi válido para o ano académico de 2016, conforme previsto no acordo de cooperação entre os governos de Angola e de Cuba, no domínio do ensino superior e formação de quadros.

Fonte: Lusa

REAÇÕES

COMENTÁRIOS