Produto tóxico não identificado esteve na base da morte do jogador do Sagrada
“Intoxicação de substância tóxica não identificável”, esteve na base da morte do jogador do Sagrada Esperança, Ntaku Zibakaka, de 23 anos, segundo resultados da autópsia.

De acordo com a médica legista, Maria de Fátima João de Almeida, “foram encontradas alterações a nível do estômago, pâncreas, e a nível de todos órgãos havia congestão generalizada dos órgãos”. 

Por falta de laboratório de toxicologia forense na província de Benguela, não foi possível detetar o produto que matou o jovem jogador. 

Ntaku Zibakaka, morreu no domingo, na Praia Morena, em Benguela,  durante o treino de preparação para o campeonato nacional, Girabola Zap.

REAÇÕES



COMENTÁRIOS