Prédio do BIC pode desabar a qualquer momento
O desabamento de uma parte do tecto falso da loja “Bem me Quer”, localizada no rés-do-chão do edifício da Renault, também conhecido como prédio do BIC, na Rua Rainha Njinga, na Baixa de Luanda, ontem à tarde, provocou pânico aos moradores, que se viram obrigados a abandonar, por algumas horas, os apartamentos.

A informação passada inicialmente referia-se a um tremor do edifício, tendo, por isso, movimentado para o local bombeiros e vários agentes da Polícia Nacional.

A circulação rodoviária naquele troço ficou interrompida durante algum tempo. Faustino Sebastião, director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa dos Bombeiros, apontou o estado de degradação do edifício como um dos principais motivos que terá provocado o desabamento do tecto falso.

“A parte interior está bastante comprometida, podendo dar lugar a situações nada abonatórias para os moradores”, alertou. O comissário-bombeiro considerou a situação preocupante, aconselhando as famílias a deixarem o prédio. 

O administrador adjunto da Ingombota para a Área Técnica, Paulo Furtado, anunciou a realização de um estudo para avaliar se os moradores devem continuar ou não a viver no prédio.

O prédio possui 10 andares e nele habitam cerca de 32 famílias. Muitos apartamentos encontram-se há muito desabitados, como consequência de um acordo entre os inquilinos e uma instituição bancária.

Fonte: Jornal de Angola

REAÇÕES

COMENTÁRIOS