Preços dos táxis com subidas à vista
O preço dos serviços colectivos de táxi tendem a subir, nos próximos tempos, com o presumível aumento dos preços dos combustíveis, avisa o presidente da da Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola (ANATA), Geraldo Wanga.

O preço dos combustíveis não é alterado desde 1 de Janeiro de 2016. Os combustíveis e a manutenção da viatura respondem por grande parte dos custos associados à actividade de táxi colectivo. 

Para evitar constrangimentos entre o governo, os passageiros e os taxistas é preciso uma maior interacção entre as associações profissionais e as instituições públicas para que se implementem estratégias definitivas.

Mesmo sem alteração no preço oficial, alguns taxistas insistem em alterar as rotas, encurtar trajectos e cobrar valores acima do preço fixo (150 kwanzas). Em Luanda, as irregularidades têm ocorrido sobretudo nas rotas Multiperfil-Samba, Mutamba-Congolenses e Viana-Congolenses.

Para a Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola (ANATA) são factos que se relacionam directamente com o elevado volume de passageiros e com os eternos congestionamentos na província de Luanda. Geraldo Wanga, presidente da associação, encoraja os passageiros a denunciarem os taxistas.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS