Preços dos combustíveis também estão na mira
A Comissão Económica do Conselho de Ministros angolano aprovou o Plano Integrado de Comunicação sobre o Ajustamento dos Preços Fixados que, após a subida no tarifário da água, abre caminho ao aumento do preço dos combustíveis e da eletricidade.

A decisão está expressa no comunicado final da reunião, em Luanda, da Comissão Económica do Conselho de Ministros, liderada pelo Presidente, João Lourenço, e visa "esclarecer os cidadãos sobre o ajustamento efetuado no preço da água e que se pretende fazer no preço da eletricidade e dos combustíveis".

"Os ajustamentos previstos enquadram-se nos esforços empreendidos pelo Governo angolano com vista a garantir a sustentabilidade dos respetivos setores, bem como das medidas em curso que visam repor o poder de compra das famílias mais desfavorecidas", lê-se no documento.

Para mitigar o impacto da alteração das tarifas da água, eletricidade, transportes públicos e combustíveis, a Comissão Económica começou a analisar um "projeto integrado de transferências sociais monetárias", segundo o documento.

"A alteração dos tarifários, processo em curso desde agosto de 2018, terá implicações no custo de vida de modo geral, com maior impacto sobre as famílias mais pobres, daí o executivo estar a trabalhar para reforçar o sistema de proteção social, particularmente no patamar da proteção social de base, não obrigatório e não contributiva", refere-se no documento.

Segundo o comunicado, o projeto integrado de transferências sociais monetárias conta com um financiamento do Banco Mundial de 320 milhões de dólares (cerca de 281 milhões de euros).

Fonte: Sapo

REAÇÕES

COMENTÁRIOS