Polícia detém pastor congolês acusado de abuso sexual
As autoridades policiais angolanas detiveram na quarta-feira, em Luanda, um pastor de nacionalidade congolesa da Igreja do Espírito Santo (IESA), acusado de abusos sexuais e de ter engravidado uma adolescente, informou fonte da Polícia Nacional (PN).

Em declarações à Angop,  a fonte da PN declarou que o pastor, de 39 anos, pertencia a uma congregação da IESA, localizada no bairro das Salinas, no município de Belas, em Luanda.

O homem confessou o crime às autoridades policiais, depois de ter sido detido.

Segundo a fonte, o facto ocorreu em Dezembro de 2018 quando a mãe da adolescente, crente da igreja, levou a menina à congregação para um tratamento contra malária.

Ainda de acordo com a fonte, o pastor solicitou à mãe da menina, de 16 anos, que a internasse na referida igreja, mas posteriormente o homem levou a adolescente para sua casa, onde a violentou sexualmente várias vezes.

Sete meses depois, acrescentou, a adolescente apresentou sintomas de gestação, facto que levou a mãe a fazer testes clínicos, num dos hospitais da capital.

Depois dos exames médicos, confirmou-se que a adolescente estava grávida. 

Na ocasião, a adolescente também confessou à mãe sobre o seu estado de gestação.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS