Pedreiros não queriam matar Bornito de Sousa
Os cinco cidadãos pedreiros acusados inicialmente de tentativa de homicídio contra Bornito de Sousa, agora são acusados de querer assaltar a residência do Vice-PR, no condomínio Jardim de Rosas, em Luanda.

Detidos há uma semana e dois dias por alegadamente estacionarem a viatura próximo da residência de Bornito de Sousa, no condomínio Jardim de Rosas, município de Belas, e ser encontrada no interior da mesma uma arma de fogo AKM automática e uma catana. 

Os cinco pedreiros agora são acusados de tentarem assaltar a residência do Vice-PR, depois da acusação inicial de tentativa de mata-lo.

Apesar da acusação ainda não estar formalizada, sabe a Angola-Online, os cinco cidadãos continuam a ser ouvidos, enquanto decorrem as investigações. Mas uma fonte avança que são acusados de tentativa de assalto a residência de Bornito de Sousa.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS