Pai é obrigado a fazer pedido a filha
Cidadão de 45 anos de idade, afecto ao comando da Policia Nacional da província do Cuando Cubango, é acusado de ter engravidado a filha de 16 anos e, por esta razão, está a ser forçado pela família da falecida mulher a fazer pedido à menor.

De acordo à fonte da Angola-Online, o caso foi tornado público pelo Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade de Género, que repudiou a atitude da família e defendeu o julgamento e condenação do homem por abuso sexual de menor, se efectivamente ficar provado que é o pai do bebé que a menor, grávida de oito meses, está à espera. 

Segundo a mesma fonte, o centro tomou conhecimento do caso através da própria menor que, quando se deslocou a 9 de Agosto à instituição, revelou estar grávida do pai e que, ainda por cima, insiste em não querer assumir a gestação. 

A menor disse à funcionária do centro de Aconselhamento que a atendeu que a família materna exige que o pai faça o alembamento, por via do qual deve entregar 50 mil kwanzas de multa por engravidar a filha, uma cabeça de gado bovino, 15 grades de cerveja, 15 de gasosa, dois fatos, um de homem e outro de mulher, e mais 120 mil kwanzas.

A chefe do Centro de Aconselhamento Familiar do Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade de Género, Maria de Fátima Cambinda, afirmou que, por ser uma situação delicada, a instituição encaminhou o caso ao Tribunal Provincial do Cuando Cubango para o devido tratamento. 

Maria de Fátima Cambinda não mencionou se o Centro de Aconselhamento notificou o pai, tendo apenas dito que o homem alega que nunca abusou sexualmente da filha, podendo a gravidez ser de um rapaz que ele sabe ser o namorado da menor.

Fonte: Jornal de Angola

REAÇÕES

COMENTÁRIOS