No Lubango, os casos de intoxicação por tratamentos com medicamentos tradicionais tem causado várias mortes, caso que preocupa as autoridades de saúde.
Angop

Apesar de não avançar números, os responsáveis pelo sector da saúde na província da Huíla, manifestam-se preocupados pois entre as vítimas mortais estão crianças e adultos.

De acordo com a agência Lusa, Mariana Miguel, directora clínica de pediatria do Lubango, disse que a unidade hospitalar que dirige diariamente regista mortes por intoxicação, “quando eles vão para o hospital, já chegam muitas vezes em quadro de abdómen estendido, olhos amarelos, por uso de folhas para tratamento de diarreias e de outras doenças”, disse.

O mesmo caso tem sido registado na maternidade daquela província, onde maior parte dos casos são de hepatites tóxicas, derivadas da mesma causa, como avançou, Flávio Hilário, director-geral da maternidade da Huíla.

REAÇÕES

0
0
0
0
0
0
0
1

COMENTÁRIOS