Mulheres angolanas recorrem a tácticas perigosas para atrair homens
O corpo perfeito se tornou uma verdadeira obsessão e o usar caldo Maggi de galinha é visto como um aliado para conquistar as formas desejadas.

Porém, quem não tem condições financeiras de realizar cirurgias, esse procedimento, acaba sendo o mais frequente no seio da mocidade na cidade capital. A prática é bem mais barata, porém, nada adequado e muito perigoso.

“Compram caldo de galinha e misturam com outros químicos, enfiam no Rabo e ficam um ou dois dias sem defecar. Depois aquilo vai fermentando e rebenta no bumbum e ele fica grande mas tem que dar continuidade com exercícios físicos para manter aquilo em boa forma, senão o Rabo caí fica aguado, ”explicou uma jovem ao portal Agora Guenta.

Segundo o psicólogo, Osvaldo Sumbo Manuel Manuel, é importante que as mulheres primam pela qualidade interior e não física, assim como os homens mudem o comportamento quanto ao modo de escolhas e não basearem-se na quantidade mas sim na qualidade interior.  

‘’Acredito ser o momento em que a sociedade, sobretudo os homens prestarem maior atenção nas mulheres que nutrem valores morais e éticos, que dispõem da capacidade cognitiva, as que valem pelo carácter e não propriamente pelas ancas, rabos avantajados, seios tal como tem acontecido em forma de protesto, seria certamente uma forma de educarmos e ajudarmos as mulheres a se preocuparem mais com o ser e não ter, para tal é preciso que os homens mudem o critério de avaliação, de apreciação das mulheres que prestassem maior atenção aos aspectos intrínsecos do que extrínsecos, ’’ disse Osvaldo Manuel.

Fina Erica

REAÇÕES

COMENTÁRIOS