Morreu antigo dirigente do MPLA
O antigo governador da província de Benguela, Dumilde Rangel, morreu nesta sexta-feira, em Portugal, vítima de doença, segundo apurou a fonte da Angola-Online.

Antigo deputado da Assembleia Nacional, pelo Grupo Parlamentar do MPLA, Dumilde Rangel exerceu também os cargos de ministro do Comércio e governador da Huíla.

Já o jornalista Ramiro Aleixo, antigo director do jornal Agora, lamentou o facto num texto publicado no portal Club K, segundo o jornalista, escreve que é impossível fugir da morte. 

“Com profundo pesar, eu e certamente outros ex-colaboradores de Dumilde das Chagas Simões Rangel (Dumilde Rangel), tomei conhecimento do seu falecimento, em Lisboa, hoje de manhã. Triste, mas não há como fugir da morte, quando ela decide pôr fim à nossa presença cá na terra. Por isso, temos que nos conformar com mais esta perda”, lamentou.

No mesmo texto, Ramiro considera o Dumilde Rangel, como um “governador incomparável, gentil no trato e na harmonização desta sociedade. Sem complexos de superioridade”.

“É este o homem que acaba de partir. Um homem de elevada estatura, com quem foi agradável trabalhar. Sabia ouvir e sabia decidir. Merece a maior das nossas homenagens” lê-se.

“Um abraço Governador. Foi gratificante trabalhar consigo, ajudando a construir os alicerces do futuro de Benguela. E se os seus projectos não tiveram seguimento, a culpa não foi sua. Fez, o que lhe foi permitido”, disse.

Para concluir, Ramiro Aleixo, envia o seu último adeus ao dirigente e afirma que “onde quer que esteja agora, de certeza, onde repousam os bons”.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS