Ministra garante concurso público no sector da saúde
Sete mil e seiscentos e sessenta e sete novos profissionais de saúde devem ingressar esse ano no Ministério da Saúde depois da realização do concurso público que deverá acontecer no dia três de Setembro do corrente ano.

Segundo a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, as candidaturas serão feitas através do site: Link aqui, depois da avaliação, os candidatos deverão entregar os documentos 20 dias depois da inscrição. 

Sílvia Lutucuta, garante que para todos os níveis, a prova será escrita, elaborada para cada carreira e a correcção de forma electrónica, à semelhança do que tem sido no ensino superior, como exemplo a Universidade Agostinho Neto. 

De acordo com à fonte da Angola-Online, o concurso tem como objectivo colocar os quadros a nível dos municípios, para mitigar os problemas na assistência a nível primária.

A fonte releva ainda que, o concurso público será para o ingresso, promoções e actualizações de carreiras, com 7.667 vagas, cuja idade mínima é 45 anos.

“Das 1.700 vagas foram distribuídas 1.500  para admissão de médicos, 100 para enfermeiros licenciados, 100 para técnicos de diagnóstico terapêutico licenciados”, revelou.

Para o fundo salarial que resulta de um fundo salarial de todos sectores a nível nacional haverá 1.360 vagas de ingressos, 2.600 para promoção, 1.666 para actualização, perfazem 7.667 vagas.

A província de Luanda vai absorver o maior número de admitidos, um total de 336, entre médicos, enfermeiros, técnicos de diagnóstico e de apoio hospitalar, seguido da província da Huíla, com109.

Deste modo, a província de Cabinda conta com 15 vagas, Zaire (16), Bengo (19), Benguela (114), Bié (70), Cunene (43), Huambo (154), Cuando-Cubango (20), Cuanza Norte (34), Cuanza Sul (93) a Lunda Norte (27).

Para a província da Lunda Sul 44 vagas, Malanje (137), Moxico (84), Namibe (50) e Uíje (52).

Angop e Redacção

REAÇÕES

COMENTÁRIOS