A informação foi avançada pelo, Ministro da Educação, Mpinda Simão, garantindo que os estudantes e professores das escolas a encerrar serão enquadrados gradualmente noutras instituições escolares.

‘’A medida que se vão criando as condições, as escolas vão saindo das unidades militares, este é o trabalho que o gabinete de educação vem fazendo. Muitos alunos serão encaixados em escolas que estão disponíveis, aqueles que não terão espaços certamente vão se manter nas unidades até se encontrar uma solução ’’, fez saber o ministro.  

O ministro assegurou que esta medida não vai perturbar o ciclo de formação dos estudantes destas duas instituições, e frisou que é viável que ‘’as escolas saem das unidades militares, porque as unidades militares têm o seu objecto social, têm a sua missão, e devem se ocupar da sua missão principal, que não é de fazer educação e formação’’, fez saber o ministro, acrescentando, ‘’as escolas surgiram num momento e num contexto que terá evoluído, e hoje é bem aceitável que nas unidades militares não estejam a funcionar escolas’’.

Rádio Luanda

REAÇÕES

10
1
0
0
9
3
1
1

COMENTÁRIOS