Militantes da UNITA contra decisão de Samakuva
“Não, não, não”, foi a resposta dos militantes da UNITA, contrariada pelos aplausos dos membros da direcção do partido, quando Isaías Samakuva anunciou que os seus deputados vão ocupar os assentos na Assembleia Nacional.

A decisão tomada pela direcção do Galo Negro deixou ontem os militantes presentes na Sovsmo, em Viana, decepcionados por ter permitido os seus 51 deputados ocupar os seus assentos na Casa das Leis, onde Samakuva vê a solução para “fazer uma luta inteligente” para acabar com o nepotismo, impunidade, corrupção e exclusão.  

“Aceitemos que os nossos deputados sigam para Assembleia Nacional”, anunciou Isaías Samakuva, que foi abafado pelos gritos dos militantes, “não, não, não”, defendiam os militantes que minutos depois foram convencidos pelo seu líder deixando claro a necessidade da preservação da paz e unidade nacional.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS