Mandar na República e no partido pode tornar João Lourenço arrogante
A afirmação é feita pelo jornalista e deputado à Assembleia Nacional, Makuta Nkonda, que reforça João Lourenço “atravessou deserto.”

Durante a intervenção no debate sobre a “Liberdade de Imprensa”, na rádio MFM, Makuta Nkonda foi chamado a comentar a substituição de José Eduardo dos Santos, na presidência do MPLA. 

Para o jornalista, João Lourenço não podia ser presidente dos Camaradas porque pode “tornar-se arrogante” pelo facto de mandar também no país.

“Ele atravessou deserto quando ousou dizer que pode candidatar-se à presidente da República e, caiu do terraço à cave num prédio de 15 andar ou 20,” afirmou.

João Lourenço é o único candidato à presidência do MPLA, e pode dirigir o partido em Setembro.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS