Makangolando: A mão de fada que enganou João Lourenço
Já se tornou mal-hábito entre nós angolanos, limpar o lixo por baixo dos móveis há anos, apenas quando se aproxima uma visita “especial”, para passar “boa imagem.”

“Os males hábitos misturados com males costumes”, como diz o meu professor Sérgio Ferreira, foram trazidos nas malas para à nova governação por indivíduos/gestores públicos que, ainda não se despiram do passado, tampouco enxergam a mudança  exigida, pela culpa da suposta santidade. 

Foram horas a fios, de trabalhos que se estenderam até a meia-noite, para a periferia ficar perfumada e não sujar o sapato do Chefe de Estado. No Cazenga e Cassequel, por exemplo, por volta das 23 horas, homens e máquinas ainda trabalhavam, até os buracos foram “tapados a luz da vela”, para agradar o chefe. 

É para dizer, a mão de fada dos administradores conseguiu enganar João Lourenço, que continua a ganhar mais confiança dos angolanos, com essa aproximação. 

Que pela próxima, o senhor presidente faça visita surpresa aos municípios, províncias, hospitais, mas, não esqueça o seu vizinho Maria Pia. 

Por Guilherme Francisco

REAÇÕES

COMENTÁRIOS