Mais uma voz da música africana se cala em menos de 24 horas
O continente africano mostra-se profundamente consternado pela morte do cantor cabo-verdiano Jorge Neto, na quinta-feira, no Hospital Amadora Sintra, em Lisboa, vítima de doença, um dia depois do falecimento do cantor de nacionalidade angolana, Kueno Aionda, também vítima de doença.

O músico Jorge Neto, encontrava internado desde Dezembro, após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Em declarações, o produtor do músico, Zé Orlando, disse que Jorge Neto foi submetido a algumas intervenções cirúrgicas no Hospital São Francisco Xavier e depois transferido para Amadora Sintra.

De acordo com o produtor, Jorge Neto poderá ter apanhado uma infecção tendo em conta que o Hospital Amadora Sintra não era adequado para a patologia que o músico tinha.

O artista cabo-verdiano, que residia em Portugal e que fez a carreira na Europa, sobretudo junto da comunidade emigrante de Cabo Verde, sofreu um AVC, em casa, no dia 30 de Dezembro.

De salientar que o músico angolano, Kueno Aionda, autor dos sucessos Isabela e Tu vives em mim, morreu na tarde de quarta-feira, 19, no Hospital Américo Boavida, em Luanda, vítima de doença.

Angola-Online.net sabe que, recentemente, Kueno Aionda terá decidido despedir-se do mundo da música, por um tempo indeterminado, por alegado mal estado psicológico.

Fonte: Redacção / JAOnline

REAÇÕES

COMENTÁRIOS