Mais uma morte na esquadra em Luanda
Zelito Orlando Neves, um cidadão de 32 anos, morreu na noite de quarta-feira, numa das celas da esquadra do comando municipal de Viana da Polícia Nacional, em Luanda, depois de ter sido detido há 72 horas acusado do crime de homicídio voluntário por espancamento

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade

De acordo com um comunicado de imprensa do comando provincial da Polícia Nacional a que a Angola-Online teve acesso hoje quinta-feira, as circunstâncias em que se deu a morte de Zelito Orlando Neves, revelam que tenham sido presumivelmente por motivos de doença.

De realçar que a vítima encontrava-se na condição de detido desde o pretérito dia 29 de Julho de 2018, acusado na pratica do crime de homicídio voluntario por espancamento, lê-se no comunicado.

De salientar ainda que, no mês de Abril, um cidadão identificado por Zacarias Falso, que em vida trabalhou como segurança nas instalações da União dos Escritores Angolanos, foi encontrado morto no interior da cela da 19.ª esquadra do Distrito Urbano da Maianga.

Redacção | Revisão: Carlos Maneco | Foto: Arquivo

REAÇÕES

COMENTÁRIOS