Isabel dos Santos só sairá da Sonangol quando o seu mandato terminar
A confirmação foi dada pela empresária e PCA da Sonangol, Isabel dos Santos, durante uma entrevista à agência Reuters , garantindo que a “Sonangol não é parte do governo e que as eleições não podem afastá-la”.

“Não somos parte do Governo. Temos um mandato claro que foi dado à empresa e vamos cumpri-lo”, disse.

Os pronunciamento da número um da Sonangol surge numa altura em que são divulgadas informações que o cabeça-de-lista do MPLA, João Lourenço, vê como último trunfo na manga para vencer as eleições gerais em Angola, sacrificar Isabel dos Santos do cargo de PCA da Sonangol. 

Segundo a Lusa, sabe-se que para além de João Lourenço sacrificar a PCA da sonangol, pretenderá também sacrificar Filomeno dos Santos, do Fundo Soberano Angolano e a deputada Tchizé dos Santos, do cargo de gestora do canal 2 da Televisão Pública de Angola.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS