Isabel dos Santos pega na vassoura e faz limpeza na Sonangol
Isabel dos Santos, presidente do conselho de administração da Sonangol, exonerou ontem a comissão executiva da empresa filial da petrolífera angolana responsável pela pesquisa e produção por alegados desfalques, passando a assumir tais funções.

A decisão consta de um comunicado distribuído pela administração da petrolífera, exonerando o presidente da comissão executiva da Sonangol Pesquisa & Produção, Carlos Saturnino Guerra Sousa e Oliveira e restantes elementos.

A Sonangol Pesquisa e Produção, a SARL é uma empresa que opera como subsidiária da Sonangol EP. Responsável pela exploração e produção de petróleo e gás. 

A empresa foi fundada em 1991 e tem sede em Luanda, Angola. Tem hoje uma produção operada de 46 mil barris por dia.

A empresa é parceira em vários blocos em Angola, Brasil, Cuba e Iraque, segundo informação do grupo Sonangol EP. 

A Sonangol Pesquisa e Produção, a SARL tinha, até então, como presidente da comissão executiva Carlos Saturnino Guerra Sousa e Oliveira que por sua vez tinha como auxiliares Carlos Alberto Figueiredo, Walter Costa Manuel. 

Isabel dos Santos foi "indicada" para o cargo de presidente da comissão executiva da Sonangol Pesquisa & Produção, além dos vogais Edson Santos, Sarju Raikundalia, Bernardo Domingos e Carlos Cardoso, lê-se ainda no documento. "Esta decisão está alinhada com a postura do novo conselho de administração da petrolífera, de ser consequente com os princípios de rigor e transparência que baseiam a sua gestão", informa a Sonangol.

O comunicado não esclarece quanto foi desfalcado mas deixa claro que Isabel dos Santos passa a assumir também a presidência executiva da referida empresa.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS