Investidores Americanos deixam de apostar em Angola pela demora de visto
O director executivo da Câmara do Comércio Estados Unidos -Angola, Pedro Godinho, fez saber que, os serviços consulares de Angola nos Estados Unidos, estão a dificultar a obtenção de vistos à investidores americanos.

Citado pela VOA, Pedro Godinho disse que, houve um grupo de empresários americanos que pretendiam reunir-se com parceiros nacionais em Luanda foram obrigados a reunir na África do Sul, em Joanesburgo, por não terem conseguido o visto de entrada em Angola, em tempo oportuno, a partir dos consulados angolanos.

“Burocracias excessivas e sem quaisquer explicações”, referiu Pedro Godinho, disse ainda que, a situação arrasta-se também para familiares de diplomatas em serviço neste país, muitas vezes são confrontados com dificuldades de obtenção de visto de entrada.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS