Instituições ilegais com dias contados
A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança, informou esta quarta-feira, na cidade do Huambo, que as instituições ilegais têm mais dois meses para concluírem o processo da sua legalização.

Segundo apurou a fonte da Angola-Online, encontram-se nesta condição 13 instituições privadas e 44 cursos ministrados ilegalmente em instituições legalizadas que deverão, até Agosto, resolver a situação.

Avisou que, findo o prazo, em 2020 serão encerradas as instituições e cursos ilegais, lembrando quem em 2018 o país tinha 18 instituições privadas ilegais e 148 cursos não reconhecidos.

De salientar que o Governo está a levar a cabo medidas de cortar por defetivo erros que no futuro poderão de certa forma influenciar as alunos que saem destas instituições. 

Um dos exemplos é o que aconteceu na Universidade Kimpa Vita, onde neste ano lectivo, foram detidos 17 docentes, dos 22 acusados de falsificarem as suas declarações e certificados de habilitação, de acordo com o INAAREES que tem a responsabilidade de autenticar a validade destes documentos. 

Fonte: Jornal Vanguarda

REAÇÕES

COMENTÁRIOS