Inocêncio das Neves fala da solução para o desemprego
O texto publicado na sua conta do Facebook, visita pela Angola-Online, o docente universitário, Inocêncio das Neves, fala da importância do auto emprego, numa altura que muitas empresas não têm a capacidade de empregar jovens.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade

Inocêncio das Neves, titula o texto de “Soluções Alternativas, Soluções Efectivas”, começa o texto descrevendo os aspectos econômicos que o país vive, todavia é importante que passamos a olhar em soluções alternativas.

“Na medida em que a economia nacional vai caminhando e com os resultados menos animadores no que diz respeito aos níveis produção de bens e serviços e consequentemente de empregabilidade, urge a necessidade dos mais variados agentes econômicos criarem soluções alternativas e efectivamente cada vez mais sustentáveis”, fez saber.

De salientar que, o Instituto Nacional de Estatística (INE) estima que 20 por cento da população angolana em idade activa encontra-se desempregada. E os jovens entre os 15 e os 19 anos de idade "são os mais afectados pelo desemprego", com uma taxa de 46%.

Para o docente universitário, visto que, o número de jovens recém-formados sem emprego é cada vez maior, numa proporção inversa ao número de empresas (postos de trabalho) para absorvê-los, é importante “que os mesmos devam procurar mecanismos que viabilizem e rentabilizem o investimento que fizeram para se formarem”, em poucas palavras “dizer que optem pelo auto emprego”. 

Inocêncio das Neves, que também é um profissional de Finanças com experiência em Banca e Contabilidade de Empreendimentos, avalia o autoemprego como o caminho mais óbvio para o combate ao desemprego. 

“Porém, é de todo recomendável que se vá buscar adicionalmente conhecimento técnico-profissional­ especializado de curta duração e que possa se converter em um bem ou serviço comercialmente vendível e não apenas para aumentar na lista de diplomas e certificados para que o CV seja mais robusto para ser contratado por uma empresa”, aconselha.

A titulo de exemplo, Inocêncio das Neves, fala de cursos de panificação, serviços de estética, organização e técnicas de comércio, corte e costura, técnico de frio e electricidade, sapataria, carpintaria, etc.

“Haja visão, coragem e audácia”, terminou.

Redacção / A imagem usada nesta matéria é de Widralino (fotografo e rapper)

REAÇÕES

COMENTÁRIOS