Hungria desiste do festival de música por ser demasiado gay
A Hungria desistiu de participar na próxima edição do festival da Eurovisão, a ser realizado em Roterdão, Holanda, após considerar este demasiado gay.

Os representantes húngaros não avançaram com qualquer justificação para a sua recusa em participar no evento, mas o jornal britânico The Guardian e o website russo index.ru apontam para o facto de a Eurovisão ser, aos olhos do governo e dos media de extrema-direita húngaros, "demasiado gay".

Um funcionário da estação pública húngara MTVA afirmou ainda ao Guardian que esse afastamento da comunidade LGBTQ+ "faz parte da cultura organizativa" do canal.

A MTVA terá, ainda, desencorajado qualquer tipo de cobertura positiva de situações envolvendo essa comunidade e a sua luta pelos seus direitos.

Escrevendo diretamente ao jornal britânico, a MTVA acrescentou que "em vez de participar na Eurovisão em 2020, vamos apoiar diretamente as valiosas produções criadas pelos talentos da música pop húngara".

Fonte: BLITZ

REAÇÕES

COMENTÁRIOS