Hillary Clinton critica poder excessivo de Mark Zuckerberg
A antiga candidata à presidência dos EUA, Hillary Clinton, afirmou em entrevista ao The Atlantic que o Facebook “tem intenções de reeleger [Donald] Trump”, apontando para o facto de a empresa ainda permitir anúncios políticos e desinformação na sua plataforma.

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E

Clinton apontou ainda a visão de Zuckerberg sobre a questão como “autoritária”. “Sinto que por vezes estamos a negociar com um poder estrangeiro. Ele é imensamente poderoso. Estamos a falar de uma empresa global com uma influência que só agora estamos a começar a perceber”, explicou Clinton.

Mesmo que empresas como o Twitter e o Spotify tenham decidido banir anúncios políticos das respectivas plataformas, o Facebook tem defendido a permanência deste tipo de publicidade com o argumento de liberdade de expressão.

Mesmo não verificando a veracidade das alegações de anúncios políticos, o Facebook continua a defender que os utilizadores da rede social devem pensar criticamente sobre o assunto e conseguir identificar o que é verdade ou mentira.

Entretanto, as próximas eleições presidenciais dos EUA estão marcadas para o final do ano.

Fonte: NAOM

REAÇÕES

COMENTÁRIOS