Heróis da Baixa de Kassanje são homenageados
Os angolanos assassinados na Baixa de Kassanje, província de Malanje, a 4 de Janeiro de 1961, foram homenageados pela coragem e determinação em defender a pátria, pelo governo angolano.

Durante a cerimónia, várias figuras de Estado e líderes religiosos, destacaram a coragem e determinação dos angolanos camponeses assassinados pelo exercito português na Baixa de Kassaje.

"É necessário reconhecer a bravura e determinação destes patriotas, que não olharam aos bens materiais para pôr termo a humilhação e exploração a que eram vítimas", disse o padre da paróquia do Sagrado Coração de Jesus, Monsenhor Inácio Gonçalves, defendendo a divulgação da data.

Passados 57 anos, até ao momento é desconhecido o número de mortes do massacre da Baixa de Kassanje, o mais sangrento perpetrado pelo regime colonial português no ultramar.  Os milhares de agricultores de algodão indefesos, entre crianças e mulheres, foram mortos com metralhadora e ataques de bombas napalm lançadas nas aldeias a partir de avionetas, por exigirem o fim do trabalho forçado e saída dos colonos das suas terras.  

REAÇÕES



COMENTÁRIOS