Grávidas são transferidas em motorizadas por falta de ambulância
O centro materno da comuna da Cumbila, no município do Londuimbali, 126 quilómetros da cidade do Huambo, encontra-se a mais de cinco anos sem ambulância.

De acordo com o responsável da saúde na comuna, João Solino Celestino, o único meio de transporte que o centro possui, avariou em 2013 e o sector não possui dinheiro para a recuperar.

Uma situação que tem colocado as parturientes com casos mais mais graves, em condições de grande risco. Porque são transferidas em outras unidades com ajuda de motorizadas. 

Segundo o João Celestino, que teme por situações piores, pela forma como são transportadas as grávidas em trabalho de parto, disse que a administração do município está a tentar encontrar, com urgência, uma solução para o problema.

Fonte: Jornal de Angola | Redacção: Angola-Online

REAÇÕES

COMENTÁRIOS