Governo garante que jovens são prioridade na compra de casas
O Governo garante que das seis mil habitações a serem entregues no segundo semestre deste ano a organismos públicos, 43,86 por cento são para pessoas com idade inferior a 40 anos.

Deste modo, o Executivo irá superar a quota fixada em 30 por cento para os jovens. Já em relação à venda ao público, via portal, de um total de 1.318 habitações, a quota para jovens chega a 89 por cento, na Urbanização do Km 44, e 86 por cento na Urbanização do Capari.

No meio desta politicas, são muito jovens que continuam com as esperanças do sonho da casa própria, cuja rendas continuam a ser muito altas e, optar na autoconstrução é vista como uma boa opção, mas ainda ameaçada pelas constantes irregularidades no processo de venda e legalização de parcelas.

Para o consultor em desenvolvimento organizacional, Ângelo Viera, a autoconstrução dirigida deveria ser uma prioridade do estado, que passa, no entanto, a reformular os registos, e conjugar ideias para se encontrar um meio-termo que torne as políticas habitacionais mais acessíveis.

Redacção e outros dados de AN

REAÇÕES

COMENTÁRIOS