Governo garante mais de 200 casas para jovens
Ministra do Urbanismo e Habitação, Ana Paula de Carvalho, garante que estão em curso estudos para baixar os preços das casas na modalidade de renda resolúvel. Para já, 30% das casas da Centralidade da Quilemba, no Lubango, é para os jovens.

A Centralidade da Quilemba, concluída desde 2014, começa agora a receber, cinco anos depois, os primeiros moradores. Numa primeira fase, estão concluídas 854 casas de um total de 8000 que já foram construídas, mas aguardam pelos equipamentos sociais.

As 854 casas inauguradas no passado dia 25 de Junho, pelo Presidente da República, João Lourenço, contam já com um centro de saúde, um jardim de infância, uma escola primária e com as novas instalações da Faculdade de Medicina da Universidade Mandume.

De acordo com a Ministra do Urbanismo e Habitação, Ana Paula de Carvalho, 30% das habitações, que corresponde a 256 na primeira fase e 2400 quando todas estivem prontas, estão reservadas para os jovens.

Ana Paula de Carvalho disse, enquanto apresentava a infraestrutura a João Lourenço, que, nesta primeira fase, as casas serão disponibilizadas apenas para arrendamento, porque estão em curso estudos para baixar o preço das moradias na modalidade de renda resolúvel, que permite ir pagando o valor patrimonial da casa até um tempo determinado para o inquilino obter o título de propriedade.

João Lourenço “inspeccionou” a centralidade e os equipamentos sociais já concluídos e procedeu a entrega das chaves à primeira moradora da Centralidade da Quilemba, que fica situada a aproximadamente 40 quilómetros do centro da cidade do Lubango.

Fonte: Mercado

REAÇÕES

COMENTÁRIOS