Governo etíope envia 50 mil trabalhadores para os Emirados Árabes Unidos
Para reduzir o desemprego no país, a Etiópia pretende enviar 50 mil desempregados para os Emirados Árabes Unidos, EAU, numa tentativa de dar respostas há uma crise que o país vive.

O anuncio foi feito pelo primeiro-ministro deste país africano, Abiy Ahmed, garantindo que o seu Governo, procura investimentos externos para dar solução ao problema.

“A Etiópia está a planear medidas a curto prazo para reduzir o desemprego na Etiópia e para reagir ao aumento da procura de trabalho do nosso povo”, disse Abiy Ahmed no Parlamento.

Abiy Ahmed garantiu ainda que há negociações para enviar até 200 mil trabalhadores para o exterior nos próximos anos. Os enviados receberão formações em vários sectores, como condução e enfermagem, bem como uma melhoria salarial e um aumento das suas capacidades.

Os EAU têm trabalhado para se aproximar dos países do Corno de África, tendo mediado no ano passado, em conjunto com a Arábia Saudita, um acordo de paz entre a Etiópia e a Eritreia.

Em 2018, os EAU prometeram investir três mil milhões de dólares (2,68 mil milhões de euros) em apoio e investimento na Etiópia.

Fonte: Jornal de Angola

REAÇÕES

COMENTÁRIOS