Generais reagem mal à notificação de Nunda
Os generais das Forças Armadas Angolanas, mostraram-se revoltados após a divulgação do nome do chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, Geraldo Sachipengo Nunda, como arguido no processo de tentativa de burla de 50 milhões de USD.

Segundo a fonte da Angola-Online, muitos generais mostraram-se revoltados com a situação pelo facto de manchar o nome da classe da alta patente das Forças Armadas Angolanas (FAA). 

De acordo com a mesma, foram muitos oficiais superiores e subalternos que na sua maioria não têm qualquer afinidade com Nunda, mostraram-se desconfortados em relação a notificação de que foi alvo o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas.

"A classe dos generais foi posta em causa", garantiu o tenente general na reforma Rui Graça "Lupuka", vai mais longe dizendo que possuí "capacidade suficiente e independência de pensamento para dizer que este acto é de uma profunda gravidade".

O general Geraldo Sachipengo Nunda, foi constituído arguido pela Procuradoria Geral da República, por supostamente estar envolvido na tentativa de burla de 50 mil milhões de dólares ao estado angolano.

Embora o Procurador-Geral da República, Hélder Pitta Grós, ter já assumido publicamente o erro por divulgar o nome do Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas Angolanas, sem antes o notificar.

Fonte: Novo Jornal

REAÇÕES

COMENTÁRIOS