Falha de energia não poupa lugares mais caros e luxuosos da capital
Nos últimos dias regista-se em todo país particularmente em Luanda, frequentes cortes de energia, o que tem causado vários transtornos e uma onde de indignação dos cidadãos já que nada se diz em relação aos cortes.

No fim-de-semana passado nem mesmo as cidades mais caras e luxuosas de Luanda foram poupadas, a cidade do Kilamba e do Cacuaco por exemplo, ficaram privadas de energia nas primeiras horas da manhã, isto é, as 5 horas, obrigando a intervenção do Corpo Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, para desencravar os elevadores, alguns presos com ocupantes. 

A falta de energia também fez com que vários estabelecimentos encerrassem e que os moradores clamassem pela autorização das administrações das centralidades para a utilização de geradores já que a energia está sempre no vai e vem.  

‘’Aqui está mal, não conseguimos engomar e fazer outras coisas por falta de energia, a nossa cidade é muito quente e estes apartamentos também, sem o AC ligado morremos de calor, quando não há energia temos de estar fora dos apartamentos ou estar na varanda para minimizar o calor. Já que a energia está sempre a piscar tipo jogo de luz, por favor nos autorizam usar gerador’’, pediu em tom de desgaste Zilda Hilário, moradora do Kilamba.

Para esclarecer sobre os constantes cortes de energia eléctrica um pouco pelo país, com realce em Luanda, o Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, vai abordar sobre o assunto numa conferência de imprensa que terá lugar hoje na província do Kwanza Norte

REAÇÕES

COMENTÁRIOS