Ex-directores de empresa pública serão julgados por desviar 60 milhões de dólares
Os antigos responsáveis da Empresa de Águas e Saneamento de Benguela e Lobito (EASBL), acusados de terem desviado fundos públicos avaliados em mais de 60 milhões de dólares, começarão a ser julgados.

A Angola-Online sabe que os detidos respondem pelos nomes de Francisco Vieira Paulo, mais conhecido por Chiquinho (exerceu o cargo de coordenador da comissão de gestão da EASBL), Filipe Muabi Mazebo, Faustino de Jesus Frederico, e Edson Marques.

Ekumbi David, antigo director financeiro da Empresa de Águas e Saneamento de Benguela e Lobito, é o único que está em liberdade, por se encontrar ausente da província. No entanto, o juiz processo, Graciano Chikote, já emitiu uma ordem de captura à Ekumbi David.

Arquivado desde 2010, e com todas provas reunidas, o juiz do processo, Graciano Chikote, tem tudo para começar com o julgamento dos acusados.

Fonte: Pérola Das Acácias

REAÇÕES

COMENTÁRIOS