“Eu estive lá, mas não me deixaram entrar”, Rafael Marques
O activista e jornalista Rafael Marques, diz ter sido impedido de entrar no palácio presidencial de Angola para assistir a uma audiência que o presidente João Lourenço tinha organizado com “representantes da sociedade civil”.

Num texto publicado nas redes sociais pelo também jornalista e activista, Pedro Teca, revela que o Rafael Marques diz ter sido chamado para participar na audiência, mas que acabou por ser expulso por não constar na lista final dos convidados.

Leia o texto na integra:

REAÇÕES

COMENTÁRIOS