Estudantes admitem abandonar a Universidade
Estudantes da Universidade Católica suspendem manifestações e prometem não confirmar as matrículas

Os estudantes da Universidade Católica de Angola, que manifestaram ontem em protesto ao aumento das propinas dos 35 para os 40 mil kwanzas, suspenderam as manifestações pelo facto da direcção desta instituição não aprovar o orçamento para o próximo ano, durante a reunião realizada ontem a porta fechada.

O presidente da Associação dos Estudantes local, Henriques Ngola, garantiu que os estudantes não vão confirmar as matrículas no próximo ano lectivo caso a instituição não reduzir o preço das propinas.

Na manifestação realizada ontem perto de 200 estudantes participaram e disseram, ‘’não ao aumento’’.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS