Escola primária 1039 cobra 25 mil kwanzas para matrículas
A Escola primária nº 1039, localizada no bairro Prenda, Distrito da Maianga, em Luanda, está cobrar 25 mil kwanzas para matrículas.

A denúncia é feita pelos pais e encarregados de educação, que apelam a intervenção da Inspecção da Educação e do Ministério de tutela. 

“Ao recebermos a informação ficamos sem saber o que fazer. Mas, mais tarde, demos conta de que havia esquema montado. Pessoas relacionadas com a direcção alegam haver vagas, bastando, para tal, desembolsar 20 a 25 mil kwanzas. Infelizmente fomos vítimas disso, pois tivemos de pagar o valor em causa e só assim vimos o nosso assunto resolvido,” denunciou um encarregado de educação.

Ontem, o portal a Angola-Online noticiou a detenção do director da Escola 2104, sita nos Ramiros, município de Belas, em Luanda, por cobrar no acto da matrícula.

Está expressamente proibido em todas escolas de Luanda, a cobrança no acto de inscrições e matrículas, como informou o responsável pela educação a nível de Luanda, André Soma, no fim do ano lectivo passado. 

Texto: Igor Silva Fonte: Jornal de Angola

REAÇÕES



COMENTÁRIOS