Escola Angola e Cuba é abandonada e transformada em depósito de lixo
Construída em 1988 no âmbito das relações entre o Governo angolano e Cubano, na formação de quadros, a escola do Iº Ciclo do Ensino Secundário 7042, conhecida por Escola Angola e Cuba, localizada no município do Cazenga, em Luanda, foi transformada em depósito de lixo.
Foto de Canal 82

A escola que formou vários angolanos que deram continuidade dos estudos em Cuba, está desde 2010 encerrada devido o estado de degradação da sua estrutura, na altura os mais de 10 mil estudantes da instituição foram transferidos nas escolas públicas do município do Cazenga, ao passo que os outros estudantes preferiram estudar em escolas privadas.

Passando sete (7) anos desde o seu encerramento, a escola foi transformada em depósito de lixo, e cada dia que passa a sua estrutura degrada. É visível o estado de abandono da escola, que já não tem portas nem janelas.

O estado em que se encontra a escola de um piso, deixa entristecido os moradores do seu arredor que pedem ao Governo a reabilitação da escola.

‘’Eu não compreendo como é possível uma escola desta, estar abandonada, enquanto muitas crianças não estudam por falta de escolas públicas. Pedimos encarecidamente ao Governo, para reabilitar está escola, porque o país faz-se com homens formados’’, defendeu José Agostinho morador do Cazenga há 30 anos.

Parece que os constantes apelos dos moradores para reabilitação da referida escola, será atendido. Segundo o administrador municipal do Cazenga, Victor Nataniel Narciso, em declarações ao Novo Jornal, a escola será reabilita ainda este ano.

“O edifício não será demolido porque, contrariamente o que se dizia, que a escola tremia, os estudos concluíram que as suas fundações estão perfeitas e os boatos eram alimentados por alguns alunos. A sua reabilitação deve acontecer ainda este ano, uma vez que está previsto no orçamento deste ano a sua reparação”, garantiu o administrador do Cazenga.

A informação da reabilitação da escola foi recebida pelo cidadão Artur Mbanza, antigo estudante da Escola Angola e Cuba, com bastante satisfação e espera que a garantia dada por Victor Nataniel Narciso, seja cumprida.

‘’Fico bastante alegre por saber que a escola onde estudei será reabilitada, podendo assim formar os nossos filhos. Mas só espero que as palavras do administrador sejam cumpridas, porque várias vezes garantiram reabilitar a escola e até hoje nada’’, observou Artur Mbanza.

REAÇÕES

COMENTÁRIOS