Consumo excessivo de bebidas alcoólicas preocupa psicólogo angolano
Segundo o aspirante, psicólogo de Trabalho e das Organizações, Osvaldo Sumbo Manuel, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um problema de saúde pública que deve merecer atenção de todos, sobretudo do estado, das igrejas, das escolas e da família, pois as suas consequências afecta-nos a todos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade

De acordo com o psicólogo, o consumo de bebidas alcoólicas são configurados como sendo, as principais causas de doenças mentais, violência doméstica, sinistralidade rodoviária, desestruturação das famílias, assim sendo é de todo necessário e urgente o estado e outras instituições arregaçar as mangas, tomando medidas de forma a conter o mesmo.

Por outro lado, Osvaldo Sumbo apelou ao Estado, para criação de políticas de inclusão exequíveis que foque essencialmente na distribuição justa das riquezas do país, criando mais postos de trabalho ou facilitando a vida dos empresários, investidores privados de modo que estes proporcionem mais empregos sobretudo para os jovens. 

“Sendo que o desemprego e desocupação por sua vez concorrem para as principais causas que levam os jovens e não só a mergulharem no álcool”, afirmou e acrescentando ainda que “a construção de espaços de lazer que inclui estruturas desportivas, bibliotecas, jardins zoológicos, etc.” de forma a manter os jovens ocupados com actividades lúdicas.

Redacção

REAÇÕES

COMENTÁRIOS